domingo , 23 janeiro 2022

Apple anuncia evento para novembro e pode lançar Mac com chip próprio

A Apple marcou para o dia 10 de novembro, às 15h (Horário de Brasília), o evento “One more thing” (“Mais uma coisa”, em tradução livre), em que deve detalhar seus primeiros produtos com processadores Apple Silicon. A nova linha de chips, baseados em arquitetura ARM, vai substituir as CPUs da Intel em MacBooks e Macs de mesa. Também é possível que seja anunciada uma data para o lançamento da versão final do macOS Big Sur.


A aposta de que a apresentação vai girar em torno desses produtos se explica porque a empresa da maçã já fez apresentações relacionadas a iPad e iPhone ao longo do ano. Há também a possibilidade de que o espaço seja usado para o lançamento de outros produtos aguardados da Apple, como os AirPods Studio ou das AirTags, um tipo de rastreador Bluetooth para localizar objetos.

De acordo com informações obtidas pela Bloomberg, os modelos que serão anunciados no dia 10 incluem um MacBook Air de 13 polegadas e duas versões do MacBook Pro: de 13 e de 16 polegadas. Segundo o site, além da substituição do processador, os computadores não devem ter mudanças significativas no design em relação aos seus antecessores.

A decisão de criar processadores próprios para os Macs foi divulgada pela Apple ainda em junho, durante a WWDC 2020, confirmando meses de rumores e apostas de analistas de mercado, que indicavam o fim da linha para os computadores com macOS e processadores Intel. De lá para cá, há indícios e rumores de que o primeiro MacBook com Apple Silicon será lançado até o fim de 2020.

Naquela altura, a Apple explicou como seria o processo de migração, mostrando como Macs com processador Intel irão conviver com os produtos com tecnologia ARM durante a transição, e revelando também que desenvolvedores teriam acesso a um conjunto de ferramentas para simplificar a tarefa de criar versões compatíveis com ARM de seus produtos, hoje nativos da arquitetura da Intel.

Isso abre espaço para que o evento se concentre mais diretamente nos primeiros computadores equipados com a tecnologia ARM dos processadores da Apple. Se os rumores estiverem corretos, uma nova versão do MacBook pode ser anunciada, assim como um Mac Mini com Apple Silicon — similar à versão de desenvolvimento já disponível no Brasil.

Processadores com arquitetura ARM são extremamente comuns e equipam virtualmente 100% dos smartphones e tablets no mercado na atualidade — inclusive os iPhones e iPads, que rodam com a série A de processadores da Apple, com grande sucesso há anos. As CPUs ARM, em geral, são muito eficientes do ponto de vista energético — algo que, em um laptop, poderia representar um portátil com bateria para mais de um dia de uso.

Em termos de performance, a Apple tem um ótimo retrospecto com seus processadores usados em tablets e celulares. Há casos de medições de benchmarks mostrando o A13 Bionic, hoje defasado, superando o poderosos Ryzen 9 da AMD, por exemplo.

 

Verificar também

iPhone 13 Pro vs iPhone 13: veja diferenças entre versões do celular Apple

O iPhone 13 e o iPhone 13 Pro possuem em comum tela de 6,1 polegadas, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *